26 Setembro 2008

Quem é que irritou o Oscar Wilde?

Quer dar uma de "tio" e usar um meio dito "de luxo" para anunciar os seus produtos de forma dissimulada travestidos de artigos de reportagem que raramente o são? Quer fazer parecer que um texto é da autoria da redacção quando de facto nunca o foi e ainda assim consegue assassinar o que lhe foi fornecido (fui eu que escrevi o texto por isso não falo de cor), atropelando a grafia do nome da própria marca que lhe encomendou o serviço? Não faltam meios para fazer publicidade dessa maneira, sendo que parece normal pagar-se o próprio ridículo. Hoje passou-me pelas mãos um título denominado "Revista Luxos". Tem uma capa que é um mimo, mas deve ser para não destoar do interior. Por favor dêm lá um tipo muito, mas mesmo muito irritado ao Oscar Wilde...

Nothing really matters, anyone can see
Nothing really matters, nothing really matters to me
Any way the wind blows.

Sem comentários: